31.10.07

já tenho ingressos para sandy e jr.!

o ruim de fazer planos futuros é a falta de grana no presente eminente.

enfim.

é eminente ou iminente, no sentido em que quis usar acima?

não importa.

eis que rodinhas me surpreendeu. rodinhas é um carro surpreendente.

tá uma TORMENTA na rua. daquelas que, normalmente, justificariam o gasto de R$ 25,00 em táxi para voltar da faculdade. resumindo para não tomar tempo: tá chovendo pra caramba.

rodinhas não só me trouxe sã e salva para casa como ainda fez questão de não arranhar nenhuma vez na troca de marchas, limpou com precisão toda a água que deus mandou para seu pára-brisa imaculado, e freiou perfeitamente - mesmo com tanta chuva no asfalto.

dizem até que em breve serei chamada para piloto de teste em dias de chuva, na fórmula 1. mal sabem eles que não troco meu filhote por nenhum outro quatro rodas dessa vida.

fora isso, o cansaço me domina e tenho de segurar os dedos para não acessar os e-mails do trabalho agora, 24h. preciso dar um tempo. full-time-non-stop até o carnaval e não tenho certeza de que tipo de loucura posso cometer em 15 dias de férias. ai, o nordeste do país que me aguarde, tô p-r-e-c-i-s-a-n-d-o de mar, sol, água de coco e um biquíni bem lindo.

...paz, carnaval, futebol
não mata, não engorda e não faz mal...

quando a copa-do-mundo chegar estarei com 30 anos. fiquei pensando ontem em levar meus eventuais filhos para ver as partidas. levarei, se existirem. pensei também sobre como o governo poderia agir agora, aproveitando para atrair investidores ao país do futebol. mas esse pensamento é tão chato que não teria um marcador pra ele num diário.

sim, em sete anos não só terei 30 anos como faltarão 10 dias para completar 31.

28.10.07

babe you can drive my car.

muito feliz com o carnê para pagamento.
muito feliz com o nome no documento.
muito feliz com o cheiro e o banco e os espelhinhos regulados só para mim.
muito feliz com as contas que chegam junto: ipva, seguro, gasolina.

por enquanto: adeus às compras de final de semana. mas até tô achando que durante alguns meses vou conseguir viver com o que meu armário já comporta.

serei a MAIS insuportável quando for minha própria casa. imagina: meu sofá, minha cama, meu ar-condicionado, minhas toalhas. minha hora para lavar a louça. meu condomínio. minha luz. talvez nem tanto. ;)

uma coisa de cada vez, e não estivesse meu sentimento de plenitude sentindo ainda muito a falta de certa pessoa, poderia dizer que sou, hoje, a mais feliz do universo inteiro.

26.10.07

baby steps.
baby steps.
baby steps.
baby steps.
eu gosto mesmo de receber mensagens de manhã cedo.
não sei ainda como agir com essas coisas novas. as pessoas novas. as brincadeiras novas.
é engraçado e divertido.
não leva a lugar algum porque já começa errado. mas faz sorrir.
em breve estarei pronta pra outra.
por enquanto tô até gostando do processo de cura.

semana que vem é novembro e eu quero um novembro feliz.



25.10.07

if you don't know, then you can't care.*

essa, sem dúvidas, vai ser a semana do ano.

todas as outras semanas do ano podem não ter existido.

dois trabalhos gigantes prestes a deixar minha pauta diária de preocupações. um JÁ deixou, aliás.

uma das aquisições mais especiais em 24 anos, há alguns dias de estar sob meus cuidados. lindo de morrer.

resolvi tirar o piercing do umbigo. de novo.

e a resolução de que o carnaval próximo será um dos melhores da vida de pessoa solteira. mesmo que eu vá à falência - vou feliz.

sou só decisões em 1m67cm. mesmo achando que, eventualmente, não vou dar conta, tenho seguido firme e fiel às decisões tomadas.

desde que eu cuide da minha própria vidinha e não faça mal à ninguém - tá bom, néam?

*e há quase uma semana parei de querer saber o que se passa. não faz bem e, pra piorar, engorda.

21.10.07

tô com saudade do jackson do pandeiro.

e, pelo visto, ele também - néam?

ô personalidade moldável. imagina assessorar um desses? não deve ser, realmente, nada fácil.

primeiro não gosta de praia. depois ama. primeiro não gosta de... pessoas fora do padrão socialmente aceito. meninas que não sejam... bonecas. depois: foda-se, serve qualquer coisa. primeiro não gosta do popular. depois cai no pagode.

como faz?

e sim, eu fuço o orkut alheio. e não, não me orgulho disso.

19.10.07

ô trabalhador!

e então hoje, às 20h12', fiquei sabendo que neste sábado tem trabalho!

+ todos os problemas que resolveram surgir na sexta-feira.

diga aí: super super, hein?

às vezes me passa pela cabeça virar hippie. seriamente.

viciante.

"...it's not over tonight
just give me one more chance to make it right
i may not make it through the night
i won't go home without you..."

o último cd do maroon5 nem é tão maravilhoso. mas não consigo parar de ouvir essa música.

lalalá. deixa até o trabalho mais bonitinho.

ai, saudade.

17.10.07

naïveté

tão cansada. tão cansada.

minhas férias chegam com o final de janeiro, pra lembrar que logo vem o carnaval. f-é-r-i-a-s. mais ou menos toda a vida faz que eu não tenho férias. não assim, do trabalho.


bem me programei para passar o carnaval no nordeste, mas com todas essas novas coisas possíveis acontecendo talvez tenha de pensar em grana. poderia falir, financeiramente falando. mas iria à falência sorrindo, dançando, bronzeada e cheia de sal da praia da pipa. muitas considerações. até porque teve todo um incentivo corporativo para as tão aguardadas férias.


eu odeio ter de lidar com dinheiro. aprendi, claro. aprendi a fazer planilhas, e a controlar os gastos. aprendi sobre juros e, pra ser sincera, tenho muita vontade de aprender sobre ações. quando tiver dinheiro para aplicar em ações. e ver tudo multiplicar por 10%, 20%...quanta emoção. mas agora a situação é salarial, se aprende a viver com o salário - néam?

é que esse tempos eu sonhei com a minha casa. a minha. não a da mãe. se eu quero uma casa minha? claro. não agora também - claro. mas sonhei com a minha casinha. toda branquinha e fresca. e uma cama enorme com um edredom fofo. essas coisas que a gente imagina sobre a nossa própria casa. engraçado que a casa tinha apenas o quarto e o banheiro. e havia uma banheira no banheiro, porque acho tão imprescindível as banheiras. os ofurôs. todas essas coisas com água. talvez, para uma primeira versão da residência, precise comprar uma piscininha de 1000l para satisfazer a necessidade.

o futuro tem sido um sorriso no rosto.
nos sonhos eu tô sempre sozinha, talvez sinal de que esteja, quase quase, acostumando com a minha própria companhia. e então eu sigo sorrindo. querendo praia. querendo água. querendo sol.

em menos de um mês chega também o meu aniversário.

e termina toda essa carga astrológica de divergência interna. apesar de que, a confusão mental dos outros dias era apenas TPM.


15.10.07

oras. oras. oras. oras. oras. oras. oras. oras.

poderia encher PÁGINAS com a minha fúria. não irei. seria muito melhor para minha auto-estima que fosse qualquer gostosa da esquina. qualquer gostosa de piscina. qualquer gostosa de qualquer lugar. e não QUALQUER UMA.

é um absurdo, realmente. por que diabos os ex-namorados na grande maioria das vezes estão com pessoas muito inferiores ao seu próprio padrão de exigência?

não é um absurdo. o absurdo é você, estando COMPLETAMENTE SOZINHA, ainda se preocupar se a moça tem os dentes alinhados.

eu me preocupo com dentes alinhados, oras.

na verdade, o absurdo ainda mais absurdo é você se preocupar em investigar se HÁ uma moça!

rá rá rá. vou continuar meu comportamente obsessivo-compulsivo - com licença auto-estima.


vou voltar a tomar meu anti-nenê. tô parecendo uma adolescente de 15 anos. obsessiva e cheia de espinhas.

12.10.07

meliganafiRma
trabalhando há exatas OITO HORAS - no feriado, começo a pensar: seria essa dor, estranha, em todo o meu braço direito, inchando a minha mão direita e me impedindo de mover o dedão direito um sinal de que a tendinite está a caminho?
eu sinto saudades de fazer qualquer coisa. tô prestes a sentar num cantinho pra chorar. esse é o problema de fazer o que eu faço: não depende de mim.
acho que os outros envolvidos no trabalho devem me odiar amargamente - afinal, sou a voz - no momento - do que está aprovado ou não. mas também devem estar prestes a sentar no cantinho e chorar.
minha vida pessoal inexistente vai contra todos os preceitos de RH.
hoje nem acabou e amanhã tem mais.

11.10.07

don't be a dumb dummie.

eventualmente eu acho que tenho trabalhado demais.

e eventualmente eu acho que não.

mas hoje agradeço aos céus por estar chovendo pra caramba, ter trabalho p-e-s-a-d-o para os próximos três dias e minha calça de pijama vermelha estar limpa.

vai ser um feriado divertidamente tranqüilo. se meu projeto concretizar não pensarei no passado recente, não comerei nada saudável e, nas horas vagas, ficarei olhando para a televisão sem articular nenhuma das informações visuais ou sonoras.

so much fun, hun?

o nível de detalhamento com que minha cabeça tem recuperado o passado recente é digna de um prêmio nobel. i can even smell recent past.

viu, deborah, por que é bom trabalhar?

e eventualmente acho que só eu mesma, no meu círculo de convivência, ainda sei diferenciar as grafias dos "porquês". sei ainda?

vou deitar no confiável sofá da sala.

meliganafirmamanhãbeijotchau.

10.10.07


deixa a menina sambar em paz.

we are still riding the waves of the expansive jupiter-uranus square that has provoked unexpected positive change throughout the year. our persistence is crucial now, even though this aspect of sudden opportunity has passed. we are ready to step into the next phase of our plan, but can' get traction until after tomorrow's new moon. meanwhile, venus forms a semisquare with the sun, making us aware of how relationships fall short of our expectations.


todos os horóscopos que leio atentam para o fato de que devo ficar guardada em casa. guardadas também as devidas proporções - trabalho/faculdade e... faculdade/trabalho. então tá. vem um feriado por aí - os pijamas que me aguardem.

na verdade queria saber que loucura foi aquela de me encaminhar a mensagem que eu mesma mandei no dia do próprio aniversário da pessoa em questão. RETÓRICA - conhece? outra coisa: a maluca da ex-relação responde pelo meu nome. então deixa as maluquices para mim, sabe?

cheia de saudades. cheia de lembranças. só não é justo brincar com o meu coração que logo se enche de esperanças. ou volta, ou... volta?

enfim.

que saco.

que s-a-c-o.


5.10.07

tá escrito na minha testa?

um cliente, após olhar minha caixa de e-mails:
- por que você não limpa tua pasta de @ excluídos?
- ... (cara de: hum?)
- ... (cara de: não entendeu?)
- vai que um dia eu preciso de alguma coisa que está alí?
- se um dia precisar, é porque não deveria ter excluído. acho que tu é muito apegada às coisas do passado. na tua casa deve ter um monte de coisa antiga, guardada.
vê só, né?
toda a verdade, descoberta através do meu outlook.
limpei os itens excluídos.
sinto um desconforto feliz.

2.10.07

being single - for dummies.

depois de todas as edições para dummies, hoje acontece o lançamento mais aguardado da coleção. BEING SINGLE - FOR DUMMIES ensina aos solteiros de plantão como manter a dignidade numa sociedade tão cruel, onde o simples fato de não haver pretendentes à vista, ou alguém - fora a sua mãe - para lhe fazer sopa nos dias de resfriado, pode se tornar o motivo ideal para a mudança de opção sexual.

aprenda a ser solteiro e feliz.
dedique-se ao seu trabalho.
faça cursos.
freqüente a academia.
dedique-se aos seus amigos.

são alguns dos tópicos abordados nesta edição, sempre com uma linguagem acessível e dicas importantes à sobrevivência da espécie.

além disso, há também o apêndice: one night stands - que esclarece as terríveis dúvidas de prazos para retorno de ligações, até onde ir na primeira noite, e o INOVADOR mensurador de beleza x nível alcoólico-sangüíneo.

um lançamento que você não pode perder!

tô lá já, hein?

mesmo que seja eu.

não, little you. eu me referia a todos os ex-namorados no geralzão da coisa. de qualquer pessoa. em qualquer circunstância.

mas seria quase um anjo o namorado que comprasse, de livre e espontânea vontade, ingressos para o show de sandy e júnior, a fim de agradar a namorada. nada mais.

e porque é a minha vez de fazer a dramática, amanhã TODOS os meus ex-namorados estarão comprando ingressos e fazendo coisas angelicais.

todos.

o financeiro contabilizou e tivemos, apenas, 03 namorados. em quase 24 anos dá uma média de 08 anos para cada relacionamento.

seguindo esse incrível cálculo, se eu viver por 80 anos serão 10 namorados.

viu, uma média super honesta.

eu não sei o que é pior: a deprê, ou começar a fazer piada da própria situação... conjugal.


deixa o tempo curar, esse estranho jeito de amar.

sandy e junior fazendo show do acústico BEM no dia do meu aniversário?
é muita felicidade.
(.*. única vantagem de ser eu comigo mesma. que ótima companhia para meus próprios interesses e vontades, hein? ninguém pra comentar o quão brega é essa preferência.)
"...esquece esse jogo não há vencedor
o mesmo roteiro de sempre cansou
vou te amando e me frustrando
e sobrevivendo por um fio
mas tô aqui, sem desistir
volta pra mim..."

1.10.07

numa segunda-feira atribulada eu tenho olheiras gigantescas.

tudo culpa da prova de assessoria política.